Gerar setters apenas no construtor da classe ou gerar fora do construtor – java classes getters-setters

Pergunta:


Nas classes em Java, é comum (ao menos na faculdade só vejo assim) criar atributos privados e gerar getters e setters para esses atributos.

Mas, eu li que pode-se fazer algo um pouco diferente: gerar apenas os getters e deixar os setters no construtor.

Na minha cabeça, deixando os setters no construtor, acho que o código ficará mais fácil de ser entendido e mais fácil de dar manutenção..

Fazendo conforme essa segunda opção, deixar os setters no construtor, é uma boa prática (ou até mesmo é a melhor prática) para se aplicar na construção das classes? Ou criar gets e sets para todos os atributos é mais recomendado?

Autor da pergunta emanuelsn

Math

Você pode perfeitamente não prover nenhum método setter público para um atributo caso assim deseje, o que não é recomendado é deixar o atributo como público, pois se um dia você resolver mudá-lo para privado e atribuir alguma validação à ele você poderá estar quebrando o código de outras classes que acessam o atributo diretamente, sem utilizar o setter.

Se você deixar o atributo como privado e não disponibilizar o setter não há nenhum problema nisso, inclusive se um dia resolver adicionar um setter público, pois você não estará quebrando nenhuma classe desse jeito.

Em resumo, você pode sim fazer isso, desde que seja apropriado para sua aplicação, você não é obrigado a implementar getters e setters sempre.

Isso deve variar conforme a funcionalidade de sua classe.

Os atributos dessa sua classe precisam ser alterados logo no construtor? Veja que não é preciso conter todos os atributos como parâmetros de seu construtor, irá depender do objetivo da classe. Você pode definir um valor padrão no construtor para eles sem tê-los recebidos como parâmetro.

Outra pergunta seria, esses atributos poderão ser alterados durante a execução do programa? Getters e setters, em resumo, estão atrelados a ideia de encapsulamento.

Veja que varia de implementação pra implementação, objetivo para objetivo. De qualquer forma isso não faz com que não conter setter para um atributo seja melhor prática ou não, é necessário avaliar caso a caso.

Abraço!

Apesar de já haver boas respostas, com boas explicações, não teve exemplos para exemplificar a questão, então vou postar minha resposta com um exemplo simples para tentar agregar valor a questão.

Considerando a seguinte estrutura de class:

public class ClazzTest {

    private long id;
    private String nome;
    private long atributoImutavel;

    public long getId() {
        return id;
    }
    public void setId(long id) {
        this.id = id;
    }
    public String getNome() {
        return nome;
    }
    public void setNome(String nome) {
        this.nome = nome;
    }
    public long getAtributoImutavel() {
        return atributoImutavel;
    }

    public ClazzTest(long id, String nome, long atributoImutavel) {
        super();
        this.id = id;
        this.nome = nome;
        this.atributoImutavel = atributoImutavel;
    }
}

Onde o atributo ‘atributoImutavel’, não possui setter e somente pode ser setado pelo construtor.

Agora considere a seguinte class que utiliza e manipula a class ‘ClazzTest’:

public class UtilizaClazzTest {

    public void manipulaClazzTest(){
        ClazzTest clazzTest = new ClazzTest(1 /* id */, "Test" /* nome */, 10 /* atributo imutavel */);
        clazzTest.setId(3);
        clazzTest.setNome("Fernando");
        // mas não consigo setar o atributo imutavel
    }
}

Então se eu somente crio o getter public de um atributo e somente permito instanciar(setar) o atributo no construtor, ele não será mutável pela instancia, seu valor só poderá ser setado no momento em que ele for criado.

Mas, isso não é uma abordagem incorreta, pelo contrario, é muito utilizada para fins específicos, por exemplo se você realmente quer garantir que o atributo só possa ser setado no momento da criação do objeto.

Obs: No exemplo, o atributo ‘atributoImutavel’ poderia até mesmo utilizar o ‘operador’ (não sei se essa é a definição) final assim:

private final long atributoImutavel;

Assim você estaria garantindo que o atributo apenas seria setado no momento da instanciação e não poderia mais ser setado por nenhum método interno da class, tornando-o assim verdadeiramente ‘imutavel’ após sua criação.

Mas assim, como citou @Math em sua resposta:

“Você pode perfeitamente não prover nenhum método setter público para um atributo caso assim deseje”

Só que tem que saber/entender o por que de estar fazendo isso.

Por isso que na faculdade como você citou, é ensinado a sempre criar os getters e setters, pois em 99% dos casos de entidades de negocio é assim que será, então por default é atributo private e getters e setters.

Não sei se ficou bem ‘exemplificável’.

Fonte

Related Posts:

Qual a diferença entre AppCompatActivity e Activity? – android android-activity
Pergunta: Qual a diferença da AppCompatActivity para Activity ? A partir de qual versão a AppCompatActivity foi adicionada ao Android? Autor da pergunta Luhhh A diferença reside ...
Como abreviar palavras em PHP? – php string
Pergunta: Possuo informações comuns como nome de pessoas e endereços, e preciso que elas contenham no máximo 30 caracteres sem cortar palavras. Exemplo: 'Avenida Natalino João Brescansin' ...
Qual é a finalidade de um parêntese vazio numa declaração Lambda? – c# expressões-lambda característica-linguagem
Pergunta: Criei um exemplo de uma declaração Lambda sem argumentos, entretanto, estou com duvidas referente a omissão do parêntese vazio () na declaração. Veja o exemplo: class ...
Boas práticas para URI em API RESTful – api rest restful
Pergunta: Estou com dúvida em relação às URIs de alguns recursos da api que estou desenvolvendo. Tenho os recursos projetos e atividades com relação 1-N, ...
Dúvidas sobre a integração do MySQL com Java – java mysql netbeans
Pergunta: Estou criando um sistema no NetBeans, utilizando a linguagem Java e o banco de dados MySQL. Escrevi o seguinte código para realizar a conexão ...
Qual é a finalidade da pasta Model do framework Inphinit? – php inphinit
Pergunta: No Inphinit micro-framework existe a pasta Model que fica dentro da pasta application, e nela é onde ficam as classes, mas eu estou muito ...
Uso do ‘@’ em variáveis – javascript typescript coffeescript
Pergunta: Vejo em algumas linguagens que compilam para javascript, como TypeScript e CoffeeScript, o uso do @ em variáveis, como também, casos em que o ...
Qual tamanho máximo um arquivo JSON pode ter? – json arquivo
Pergunta: Vou dar um exemplo para conseguir explicar minha duvida: Preciso recuperar informação de imagens vindas de uma API, esse banco de imagens me retorna JSON's ...
O que é Teste de Regressão? – terminologia engenharia-de-software testes
Pergunta: Na matéria de Teste de Software o professor abordou um termo chamado Teste de Regressão, isto dentro da disciplina de teste de software. Sendo ...
O que é um construtor da linguagem? – php característica-linguagem
Pergunta: Em PHP, já li e ouvi várias vezes a respeito dos Construtores da Linguagem. Os casos que sempre ouvi falar deles foi em casos ...
Função intrínseca para converter numérico para string – cobol
Pergunta: Estou a tentar saber se existe alguma função intrínseca do COBOL para converter um data numérico para string sem precisar usar a cláusula REDEFINES: ( ...
Porque usar implements? – java android
Pergunta: Qual a diferença entre usar btn.setOnClickListener(new OnClickListener() { e public class MainActivity extends Activity implements OnClickListener{ Estive fazendo um curso de Android e meu professor falou que ...
O que é XHTML e quando deve ser usado? – html xml xhtml
Pergunta: O que eu sei é que o XHTML precisa ser XML válido. Isso implica, por exemplo, que todas as tags precisam ser fechadas. Por ...
Uma placa aceleradora de vídeo pode melhorar o desempenho não-gráfico? [fechada] – desempenho
Pergunta: Para desenvolver em Ruby on Rails, eu utilizo aqui uma máquina virtual do VirtualBox com Ubuntu Server 14.04 sem interface gráfica instalada. Recentemente descobri uma ...
Concat() VS Union() – c# .net
Pergunta: Qual a diferença entre Concat() e Union() ? Quando usar Concat() e quando usar Union() ? Somente pode ser usado em list ? ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *