O que significa o ponto de exclamação após o nome de um tipo? – característica-linguagem tipagem kotlin

Pergunta:


Tenho visto muito em Kotlin tipos marcados com um ponto de exclamação ao final. Principalmente quando uso API’s do Java.

Algo como

CharSequence!

O que isso significa?

Autor da pergunta LINQ

Maniero

Indica que o tipo pode ser nulo. Em Kotlin os tipos não podem ser nulos por padrão. Mas em Java eles podem, pelos menos os tipos por referência. Então precisa ter um tipo que permita interoperar com essa condição do Java.

A linguagem precisa respeitar a decisão do Java e por isso para dar mais robustez ao seu próprio código e até ganhar performance é necessário informar para o compilador quando há uma exceção à regra da garantia de não nulo.

Não use se não for interoperar com Java. Na verdade em boa parte dos casos é melhor que tenha uma forma de garantir o tipo não nulo (alguma operação que verifique manualmente e possa garantir que essa condição não mudará para nulo depois) e usar um tipo comum.

Ainda existe o indicador de tipo ? que faz o tipo sempre aceitar nulo e aí você tem que verificar o estado sempre antes de usar. O ! não. Ele permite você entender que ele não é nulo no seu código Kotlin, mas ainda interoperar em Java. Antes de acessar em Kotlin precisa garantir que ele é válido, mas não depois. O ? permite você anular o valor, o ! não permite fazê-lo.

Existem casos que o Java pode dar pistas para inferir melhor a situação possível e já garantir que não é nulo. Existem casos que o tipo é inferido como ! (possivelmente anulável).

Não tenho experiência suficiente, mas acho que se o dado é mutável e compartilhado com Java, dá na mesma porque você não pode nunca confiar nele em ambientes concorrentes ou que você passe o controle da execução para o Java no meio do processamento. E em OOP é fácil fazer isso sem perceber.

Ele acaba fazendo parte do tipo de dado. De fato em Kotlin é chamado de tipo de plataforma (em alusão ao Java como plataforma). Eu precisaria pesquisar mais para entender se o compilador insere verificação em runtime ou não para garantir que saída para o Java garantem alguma verificação. Faz sentido fazer assim, mas não posso garantir e superficialmente não achei nada, então só fazendo um teste extensivo.

Documentação.

Existe o operador !! que força um erro de NullPoiterException se o objeto for nulo neste caso (colocando como curiosidade).

Há algo semelhante no C# 8, mas ele dá garantia que não é nulo. Algumas pessoas gostam de chamá-lo de dammit operator.

Significa que você está lidando com um platform type: um tipo vindo do Java que pode ou não ser nulo.

O compilador do Kotlin sempre tenta buscar por anotações de nulabilidade e inferir se um tipo pode ser nulo ou não.

Caso as anotações estejam presentes, o tipo será representável como nullable (CharSequence?) ou não (CharSequence).

Caso as anotações não estejam presentes, ele será considerado um platform type (CharSequence!). Na prática isso significa que as checagens de nulo serão menos restritas. Quando métodos são chamados nestes tipos, não são gerados erros em tempo de compilação, mas podem acontecer erros em tempo de execução devido à checagem de nulos que o Kotlin gera para não propagar nulos.

Considere a seguinte atribuição, interoperando com o Java:

// Chamando código Java sem anotação de nulabilidade
val resultWithPlatFormType = myJavaObject.myJavaMethod() 

A seguinte chamada pode gerar um erro em tempo de execução:

// Lançará uma exceção caso resultWithPlatFormType seja nulo
resultWithPlatFormType.trim()

Note que os platform types não são “anotáveis”, ou seja, a linguagem não tem uma maneira formal de representá-los de forma explícita.
Quando um destes tipos é atribuído a uma variável Kotlin, podemos usar a inferência de tipos ou escolher de forma explícita como queremos tratar o valor:

val inferred = myJavaObject.myJavaMethod() // Será inferido como platform type
val notNull: String = myJavaObject.myJavaMethod()  // Funciona, mas pode falhar em tempo de execução
val nullable: String? = myJavaObject.myJavaMethod() // Sempre funciona

Fonte

Related Posts:

Qual a diferença entre AppCompatActivity e Activity? – android android-activity
Pergunta: Qual a diferença da AppCompatActivity para Activity ? A partir de qual versão a AppCompatActivity foi adicionada ao Android? Autor da pergunta Luhhh A diferença reside ...
Como abreviar palavras em PHP? – php string
Pergunta: Possuo informações comuns como nome de pessoas e endereços, e preciso que elas contenham no máximo 30 caracteres sem cortar palavras. Exemplo: 'Avenida Natalino João Brescansin' ...
Qual é a finalidade de um parêntese vazio numa declaração Lambda? – c# expressões-lambda característica-linguagem
Pergunta: Criei um exemplo de uma declaração Lambda sem argumentos, entretanto, estou com duvidas referente a omissão do parêntese vazio () na declaração. Veja o exemplo: class ...
Boas práticas para URI em API RESTful – api rest restful
Pergunta: Estou com dúvida em relação às URIs de alguns recursos da api que estou desenvolvendo. Tenho os recursos projetos e atividades com relação 1-N, ...
Dúvidas sobre a integração do MySQL com Java – java mysql netbeans
Pergunta: Estou criando um sistema no NetBeans, utilizando a linguagem Java e o banco de dados MySQL. Escrevi o seguinte código para realizar a conexão ...
Qual é a finalidade da pasta Model do framework Inphinit? – php inphinit
Pergunta: No Inphinit micro-framework existe a pasta Model que fica dentro da pasta application, e nela é onde ficam as classes, mas eu estou muito ...
Uso do ‘@’ em variáveis – javascript typescript coffeescript
Pergunta: Vejo em algumas linguagens que compilam para javascript, como TypeScript e CoffeeScript, o uso do @ em variáveis, como também, casos em que o ...
Qual tamanho máximo um arquivo JSON pode ter? – json arquivo
Pergunta: Vou dar um exemplo para conseguir explicar minha duvida: Preciso recuperar informação de imagens vindas de uma API, esse banco de imagens me retorna JSON's ...
O que é Teste de Regressão? – terminologia engenharia-de-software testes
Pergunta: Na matéria de Teste de Software o professor abordou um termo chamado Teste de Regressão, isto dentro da disciplina de teste de software. Sendo ...
O que é um construtor da linguagem? – php característica-linguagem
Pergunta: Em PHP, já li e ouvi várias vezes a respeito dos Construtores da Linguagem. Os casos que sempre ouvi falar deles foi em casos ...
Função intrínseca para converter numérico para string – cobol
Pergunta: Estou a tentar saber se existe alguma função intrínseca do COBOL para converter um data numérico para string sem precisar usar a cláusula REDEFINES: ( ...
Porque usar implements? – java android
Pergunta: Qual a diferença entre usar btn.setOnClickListener(new OnClickListener() { e public class MainActivity extends Activity implements OnClickListener{ Estive fazendo um curso de Android e meu professor falou que ...
O que é XHTML e quando deve ser usado? – html xml xhtml
Pergunta: O que eu sei é que o XHTML precisa ser XML válido. Isso implica, por exemplo, que todas as tags precisam ser fechadas. Por ...
Uma placa aceleradora de vídeo pode melhorar o desempenho não-gráfico? [fechada] – desempenho
Pergunta: Para desenvolver em Ruby on Rails, eu utilizo aqui uma máquina virtual do VirtualBox com Ubuntu Server 14.04 sem interface gráfica instalada. Recentemente descobri uma ...
Concat() VS Union() – c# .net
Pergunta: Qual a diferença entre Concat() e Union() ? Quando usar Concat() e quando usar Union() ? Somente pode ser usado em list ? ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *