Qual a diferença entre VisuAlg e Portugol? – característica-linguagem visualgportugol portugolvisualg

Pergunta:


Estou vendo aqui um grande remexer nas tags e . Pelas wiki de tags, parece que VisuAlg seria o interpretador e Portugol seria a linguagem propriamente dita.

  • VisuAlg é considerado como uma linguagem de programação?1
  • Se sim, tem diferença sintática entre elas?
  • Qual a distinção entre essas duas entidades?
  • Portugol fora definido formalmente na década de 1980 pelos Professores Mannso e Nicolodi. O Portugol ensinado nas faculdades continua sendo compatível com o dessa definição? Ou houve alguma forma de agregar mais funcionalidades? Ou cada professor segue sua própria linguagem?
  • Qual a grafia correta? visualg, VisuAlg, VisualG, Visualg, VISUALG?

Leituras adicionais

(Que mesmo assim não fiquei totalmente satisfeito e continuei na dúvida)

Notas

  1. Estou usando uma definição mais branda de linguagem de programação que inclua pseudocódigos
Autor da pergunta Jefferson Quesado

Resposta Daniel Gentil:

Primeiro vamos as definições de ambos.

Definição de Portugol:

O Portugol é uma pseudo-linguagem algorítmica muito utilizada na
descrição de algoritmos, a qual destaca-se pelo uso de comandos em português,
o que facilita o aprendizado da lógica de programação, habituando o
iniciante com o formalismo de programação.

Definição de VisuAlg (Visualizador de Algoritmos) :

VisuAlg é um aplicativo para Windows que permite editar, interpretar e
executar algoritmos com uma linguagem próxima do português estruturado
como um programa normal de computador.

Uma segunda definição de VisuAlg:

VisuAlg é uma ferramenta muito poderosa porém simples, parecida com o
Portugol, de grande popularidade nos meios acadêmicos e presente nos
livros mais utilizados.

Agora as perguntas:

VisuAlg é considerado como uma linguagem de programação?

O VisuAlg é um interpretador criado pela Apoio Informática, ele lê e interpreta em uma linguagem próxima do português estruturado(Portugol) como um programa normal de computador.

A Atual Patente do VisuAlg está em nome de um dos desenvolvedores idealizadores do interpretador, Professor Antonio Carlos Nicolodi

Tem diferença sintática entre elas?

Como no Update diz, até a Versão 2.0 a Linguagem oficial do VisuAlg era Portugol, entretanto a partir disso, visto que causava muitos inconvenientes por acentos, palavras com ou sem “ç” .Em suma é uma versão do Portugol que não é Case Sensitive, e principalmente em seus comandos é aceito de mais de uma forma por exemplo o for que para o Portugol é apenas esta estrutura básica:
x de 1 ate 10 faca
na linguagem do Visualg pode ser FAÇA ATÉ por exemplo(maiúsculo, sem o cedilha e com acento).
Estruturalmente falando não há quase nada , já que também é um pseudo código a forma de se estruturar os dados é a mesma

Qual a distinção entre essas duas entidades?

Acredito que a definição e as respostas anteriores explicam essa questão.

Portugol fora definido formalmente na década de 1980 pelos Professores Mannso e Nicolodi. O Portugol ensinado nas faculdades
continua sendo compatível com o dessa definição? Ou houve alguma
forma de agregar mais funcionalidades? Ou cada professor segue sua
própria linguagem?

Não existe uma data definida para a Criação do Portugol, o que foi possível encontrar foi que a partir de 72 , com a instauração do Decreto n° 70.370, com a criação da CAPRE(Comissão de Coordenação das Atividades de Processamento Eletrônico), que investimentos, melhorias e padronizações relacionadas a área técnica do ramo, levando a crer que em meados da década de 70 foi também criado o Portugol já que entre as definições da CAPRE está:

coordenar programas de treinamento em todos os níveis das técnicas
computacionais, fazendo uso dos recursos já existentes nas
universidades, escolas e centros de pesquisa

A partir de 2005(ano do lancamento do VisuAlg) comecou a ser utilizada em inúmeras universidades e locais de ensino, entretanto como o próprio professor esclareceu,ainda é o padrão ensinado para os locais de ensino, o mesmo não é mais válido para o VisuAlg, escolher ensinar com o VisuAlg , atualmente quer dizer aprender um dialeto do Portugol, mas não ele, pelo menos não 100%, sua forma de desenvolvimento é a mesma( afinal é um pseudocódigo também), mas com algumas melhorias que o difere do Portugol, mas caso utilize o VisuAlg para ensino será a Linguagem padrão do compilador(Portugol modificado).

Nota: Carece de fontes mais técnicas para um resultado completo, entretanto, como dito em outra resposta, o @JoséDiz teve contato ainda na década de 70, possivelmente surgindo entre o período datado (72) e o qual ele encontrou em seus livros(77).

Qual a grafia correta? visualg, VisuAlg, VisualG, Visualg, VISUALG?

No site dos criadores está VisuAlg, com o “V” e o “A” maiúsculo portanto acredito que esta seja a grafia correta.
Nota: Atualmente se entrar na pagina oficial do VisuAlg 3.0(atual) está escrito VisualG, no manual esta VISUALG e visualg, porém até a versão 2.0 estava VisuAlg.

Opinião pessoal:
a Mudança acredito que foi mais uma forma de marketing , o logo novo do VisuAlg , está com o G e não o A em maiúsculo enquanto nas versões anteriores está na grafia antiga. No manual aparece diferente tanto do site quanto das versões anteriores, acredito que não houve um cuidado para se escrever na grafia correta justamente por ser montado para ser algo didático, preferindo o conteúdo do que cuidar da maneira que se escreve VisuAlg, hoje não vejo muito problema de se escrever da forma que quiser, justamente por isso.

UPDATE

Entrei em contato com o Professor Antonio Carlos Nicolodi, um dos criadores do Portugol e do VisuAlg e foi isso que ele disse:

Quando fiz o Visualg (https://pt.wikipedia.org/wiki/Visualg) junto com
o professor Cláudio nas primeiras versões até a 2.0 era só compatível
com o portugol puro porque no PORTUGOL usa-se comumente acentuações e
Ç (c cedilha) nas expressões (comandos e funções) e no Visualg não,
além disso no PORTUGOL só há comandos simples para a resolução dos
problemas, sem se preocupar com alguns recursos como LIMPARTELA que
limpa a tela do usuário, por exemplo. Depois da versão 2.5 eu e o
Cláudio criamos novos comandos e recursos, que o portugol não possuía
ou não tinha.

Na pseudo linguagem do Visualg (até a versão 2.5), tanto o professor
Claúdio, quanto eu, criamos uma linguagem parecida com o portugol
pois era em minúsculo e não aceitavam “Ç, ç” e acentos como: ” é, ã ”
da nossa língua portuguesa.

Onde no PORTUGOL apareciam nos comandos de muitas literaturas (livros
e revistas) como:

Ex.

Para x de 1 até 10 Faça ….

Já no VISUALG 2.0 ou 2.5 ficariam assim:

para x de 1 ate 10 faca // (ate e não até ou faca e não
faça) E como isso causava muitos transtornos para muitos usuários
(alunos/professores) podendo até não funcionar no Visualg, deixando o
usuário confuso, pois ele não sabia se tinha digitado corretamente ou
não mesmo tendo copiando corretamente do materiais disponíveis, eu
sempre os alertavam dizendo que a Linguagem do Visualg era uma versão
funcional mas não igual ao PORTUGOL (por isso deve-sem tomar cuidado)

A partir da hora que o prof. Claúdio me deixou sozinho desenvolvendo
esse projeto e eu criei a versão 3.0, (http://visualg3.com.br/)

nesta versão eu decidi que isso iria mudar, assim por compatibilidade,
quando os algoritmos fossem escritos em minúsculos poderiam serem da
forma antiga

ex. para x de 1 ate 10 faca

Mas, quando os comandos fossem escritos em MAIÚSCULO poderão escrever
com acentuação e Ç (c cedilha) assim:

ex. PARA x DE 1 ATÉ 10 FAÇA

Referências

Tomei contato com portugol em 1977, como suporte no aprendizado de algoritmos estruturados. Por isto, estranhei a afirmação de que “Portugol fora definido formalmente na década de 1980”. Ora, como algo pode ter sido criado na década de 1980 se anos antes já era ensinado para centenas de alunos na disciplina Programação de Computadores, na UFMG?

Percebi também que há outras páginas na web que trazem a mesma desinformação, tentando associar a criação do portugol a pessoas em específico… Como dito por Joseph Goebbels, “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”.

Portugol é somente uma pseudo linguagem para formalização de algoritmos estruturados, em que é utilizada a técnica de refinamentos sucessivos. Essa técnica envolve partir de um ponto abstrato e ir paulatinamente reduzindo o nível de abstração, até chegar ao ponto em que é possível codificar o algoritmo em alguma linguagem de computador. Na época, nos cursos de ciências exatas da UFMG era utilizada a linguagem Algol, compilada, disponível em computador de grande porte (mainframe) da Burroughs. Posteriormente, com o advento dos microcomputadores e o lançamento do TurboPascal pela empresa Borland, Pascal passou a ser a linguagem preferida por algumas instituições de ensino para o ensino de programação de computadores. Isto na década de 1980.

A origem do portugol está relacionada às ideias e livros de Niklaus Wirth, à época. Não por acaso ele tem relação com as linguagens Algol e Pascal.

Em minha opinião, qualquer tentativa de implementar interpretadores e compiladores de “portugol” cerceia toda a liberdade de criação disponível no portugol. Deixa de ser o portugol e passa a ser tão-somente uma caricatura do mesmo.


Eis trecho de texto encontrado na contracapa do livro Algoritmos e Estruturas de Dados:
Foi introduzida uma pseudolinguagem (PORTUGOL) que permite ao leitor desenvolver algoritmos em Português de forma simples e intuitiva, independentemente de linguagem de programação (carregadas de restrições e exigências).
A implementação de algoritmos desenvolvidos em PORTUGOL é feita com facilidade a partir de um mapeamento para a linguagem de programação desejada.

A linguagem que o VisuAlg interpreta é bem simples: é uma versão portuguesa dos pseudocódigos largamente utilizados nos livros de introdução à programação, conhecida como “Portugol”. A linguagem do VisuAlg permite apenas um comando por linha: desse modo, não há necessidade de tokens separadores de estruturas, como o ponto e vírgula em Pascal. Também não existe o conceito de blocos de comandos (que correspondem ao begin e end do Pascal e ao { e } do C), nem comandos de desvio incondicional como o goto.

Na versão atual do VisuAlg, com exceção das rotinas de entrada e saída, não há nenhum subprograma embutido, tal como Inc(), Sqr(), Ord(), Chr(), Pos(), Copy() ou outro. O formato básico do nosso pseudocódigo é o seguinte:

algoritmo "semnome"
// Função :
// Autor :
// Data : 
// Seção de Declarações 
inicio
// Seção de Comandos 
fimalgoritmo

A primeira linha é composta pela palavra-chave algoritmo seguida do seu nome delimitado por aspas duplas. Este nome será usado como título nas janelas de leitura de dados (nas futuras versões do VisuAlg, talvez utilizemos este dado de outras formas).

A seção que se segue é a de declaração de variáveis, que termina com a linha que contém a palavra-chave inicio. Deste ponto em diante está a seção de comandos, que continua até a linha em que se encontre a palavra-chave fimalgoritmo.

Fonte: http://eletrica.ufpr.br/~rogerio/visualg/Help/linguagem.htm

Portugol é uma pseudo-linguagem, criado para demonstrar o uso de algoritmos. Está presente na maioria dos materiais didáticos, em português.

Fonte: http://www.wsantos.eti.br/computacao/conteudo.html?{C5396B5A-C41E-487E-B2C0-86F605CC01E0}.htm

A linguagem que o VisuAlg interpreta é bem simples: é uma versão portuguesa dos pseudocódigos largamente utilizados nos livros de introdução à programação, conhecida como “Portugol”.

Fonte: http://eletrica.ufpr.br/~rogerio/visualg/Help/linguagem.htm

O VisuAlg é um programa que edita e executa algoritmos com uma linguagem próxima do português estruturado como se fosse um programa normal de computador.

O Portugol é uma pseudolinguagem que é utilizada desde meados dos anos 70 em apostilas, livros didáticos em ensino técnico de eletrônica. Hoje em dia também bastante utilizado para iniciar os estudos em programação para o individuo que está começando graduação em informática. (Para treinar o básico, lógica e estrutura de algoritmos)

Agora você pode estar se perguntando:

Ta mas e qual é a diferença entre o VisuAlg e a pseudolinguagem Portugol?

Vamos lá… Inicialmente do projeto do programa Visualg tomaram como base a pseudolinguagem Portugol pois um dos envolvidos era o criador da linguagem. Após o criador do Portugol abandonar o projeto do VisuAlg… O outro desenvolvedor continuou o projeto para otimizar e melhorar o ambiente e a própria linguagem.

Essas otimizações e melhorias que ocorreram durante longo período, trouxe algumas novidade como o SENÃO que até então era senao, o FAÇA que até então era FACA, o ATÉ que até então era ate, não que até então era nao,…

A grafia correta é VisuAlg.

A respeito da pergunta:

Portugol fora definido formalmente na década de 1980 pelos Professores Mannso e Nicolodi. O Portugol ensinado nas faculdades continua sendo compatível com o dessa definição? Ou houve alguma forma de agregar mais funcionalidades? Ou cada professor segue sua própria linguagem?

Levando em consideração que as duas tem o mesmo principio, a mesma base, a mesma lógica e a sintaxe semelhante (como expliquei a cima o VisuAlg teve melhoria na sintaxe), muitos professores assimilam as duas linguagens por serem parecidas ou até ensinam as duas deixando o aluno optar por uma na qual irá direcionar os estudos na matéria.

Para ter uma melhor explicação http://visualg3.com.br/portugol-portugues-estruturado-e-visualg-como-tudo-comecou/.

Fonte

Related Posts:

Qual a diferença entre AppCompatActivity e Activity? – android android-activity
Pergunta: Qual a diferença da AppCompatActivity para Activity ? A partir de qual versão a AppCompatActivity foi adicionada ao Android? Autor da pergunta Luhhh A diferença reside ...
Como abreviar palavras em PHP? – php string
Pergunta: Possuo informações comuns como nome de pessoas e endereços, e preciso que elas contenham no máximo 30 caracteres sem cortar palavras. Exemplo: 'Avenida Natalino João Brescansin' ...
Qual é a finalidade de um parêntese vazio numa declaração Lambda? – c# expressões-lambda característica-linguagem
Pergunta: Criei um exemplo de uma declaração Lambda sem argumentos, entretanto, estou com duvidas referente a omissão do parêntese vazio () na declaração. Veja o exemplo: class ...
Boas práticas para URI em API RESTful – api rest restful
Pergunta: Estou com dúvida em relação às URIs de alguns recursos da api que estou desenvolvendo. Tenho os recursos projetos e atividades com relação 1-N, ...
Dúvidas sobre a integração do MySQL com Java – java mysql netbeans
Pergunta: Estou criando um sistema no NetBeans, utilizando a linguagem Java e o banco de dados MySQL. Escrevi o seguinte código para realizar a conexão ...
Qual é a finalidade da pasta Model do framework Inphinit? – php inphinit
Pergunta: No Inphinit micro-framework existe a pasta Model que fica dentro da pasta application, e nela é onde ficam as classes, mas eu estou muito ...
Uso do ‘@’ em variáveis – javascript typescript coffeescript
Pergunta: Vejo em algumas linguagens que compilam para javascript, como TypeScript e CoffeeScript, o uso do @ em variáveis, como também, casos em que o ...
Qual tamanho máximo um arquivo JSON pode ter? – json arquivo
Pergunta: Vou dar um exemplo para conseguir explicar minha duvida: Preciso recuperar informação de imagens vindas de uma API, esse banco de imagens me retorna JSON's ...
O que é Teste de Regressão? – terminologia engenharia-de-software testes
Pergunta: Na matéria de Teste de Software o professor abordou um termo chamado Teste de Regressão, isto dentro da disciplina de teste de software. Sendo ...
O que é um construtor da linguagem? – php característica-linguagem
Pergunta: Em PHP, já li e ouvi várias vezes a respeito dos Construtores da Linguagem. Os casos que sempre ouvi falar deles foi em casos ...
Função intrínseca para converter numérico para string – cobol
Pergunta: Estou a tentar saber se existe alguma função intrínseca do COBOL para converter um data numérico para string sem precisar usar a cláusula REDEFINES: ( ...
Porque usar implements? – java android
Pergunta: Qual a diferença entre usar btn.setOnClickListener(new OnClickListener() { e public class MainActivity extends Activity implements OnClickListener{ Estive fazendo um curso de Android e meu professor falou que ...
O que é XHTML e quando deve ser usado? – html xml xhtml
Pergunta: O que eu sei é que o XHTML precisa ser XML válido. Isso implica, por exemplo, que todas as tags precisam ser fechadas. Por ...
Uma placa aceleradora de vídeo pode melhorar o desempenho não-gráfico? [fechada] – desempenho
Pergunta: Para desenvolver em Ruby on Rails, eu utilizo aqui uma máquina virtual do VirtualBox com Ubuntu Server 14.04 sem interface gráfica instalada. Recentemente descobri uma ...
Concat() VS Union() – c# .net
Pergunta: Qual a diferença entre Concat() e Union() ? Quando usar Concat() e quando usar Union() ? Somente pode ser usado em list ? ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *